Remunerações de Gestores Públicos


O Cleto chamou-me a atenção para a unidade de comparação "anos" dos ordenados dos gestores públicos com o salário médio de cada português. A forma como está escrito é no mínimo ambígua. Ficaria claro se em vez de "anos" se usasse "vezes" e onde se usa "salário médio" se usasse "salário médio mensal". Ex.:

  • Salário anual do presidente da TAP em 2009 - 624422,21€
  • Salário anual médio português - 11 210,4526€ (usando a divisão pelo valor que o CDS dá de 55,7 - já vi em vários sítios e diz que é ligeiramente maior)
  • Salário anual do presidente da TAP/Salário anual médio português = 55,7 (aqui poderíamos dizer que uma portuguesa média tinha de trabalhar 55,7 anos para ganhar o que o presidente da TAP ganha num ano)
Ora o que vem no doc. do CDS-PP é o seguinte (p.5):
"O presidente da TAP ganha por mês 55,7 anos de salário médio de cada português"
O presidente da TAP ganha por mês  52 035,1842€. A frase, tal como está escrita, poderá induzir em erro que o mês de salário do presidente da TAP é igual a 55,7 anos de salários médios de um português. Traduzido para linguagem corrente, "o parvo do Zé Carlos trabalha 55,7 anos para ganhar o mesmo que o presidente da TAP ganha num mês". ERRADO. "O parvo do Zé Carlos trabalha 55,7 anos para ganhar o mesmo que o presidente da TAP ganha num ano". CORRECTO. Qualquer dos dois cenários me parece triste, mas não posso deixar passar isto em branco já que coloquei aqui o doc. Argumento possível do CDS-PP para responder a isto: "Pois, quando dizíamos 55,7 anos de 1 salário médio de um português, estávamos a dizer que o Zé Carlos tinha de trabalhar 1 mês por ano durante 55,7 anos para ganhar o mesmo que o presidente da TAP ganha num mês". Meu argumento possível a responder ao CDS-PP - ya na boa, é tudo malta porreira e toda a gente se engana. Tabelas giras.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

The Demon Theory of Friction

A kilobyte rewritable atomic memory