Ser professor em Inglaterra IV

Saiu no sábado passado um artigo sobre professores emigrantes, para o qual deixo aqui o link.

Atenção só a uma coisa, o texto tem várias gralhas, estes jornalistas pelos vistos já não são o que eram, parecem alguns políticos a evidenciar números, ainda por cima errados. "ordenados de 2800 euros" a letras gordas, é menos, 1800-2000 dependendo do câmbio e dos anos de serviço e currículo; incentivos são 3000 e poucas libras, e não as 5000 referidas (pq são taxáveis); e horas de trabalho são bem mais de 23... 40 na escola fora os extras. Ao menos referiram que os putos são complicados pq nem tudo são rosas e isto por aqui não é o el dorado ;) Acho que é importante que as pessoas tenham essa noção ao considerarem vir para cá, que não é tudo fácil. É uma hipótese bem interessante em termos profissionais e monetários, ponto. Experiência de vida também. Mas cuidado com as expectativas altas ou o excesso de confiança. Como em qq decisão na vida ;)

Não se esqueçam, divulguem a página http://ruby.dcsa.fct.unl.pt/moodle/course/view.php?id=212 sempre que puderem, há muitos colegas desempregados por aí...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

The Demon Theory of Friction

A kilobyte rewritable atomic memory